meio ambiente na cozinha da escola

Cozinha na Escola – trazendo o meio ambiente para a cozinha

O ano era 1996 e, na feira de ciências da escola, meu grupo resolveu falar sobre reciclagem fazendo um suco de casca de manga. Hoje, com um pouco mais de maturidade, avalio que o suco não era uma forma de reciclar (afinal a manga comida não podia mais ser reutilizada), mas de aproveitar integralmente um produto, reduzir a produção de lixo e ainda garantir que um alimento gostoso e saudável fosse acessível.

Independentemente da falha de conceito, aquele suco de casca de manga foi uma das primeiras experiências que fez meus olhos brilharem ao perceber a riqueza de possibilidades que uma preparação culinária pode oferecer.

Os ambientalistas concordarão comigo que um dos principais problemas que enfretamos é em relação à produção de alimentos. E as crianças, consumidoras finais desta cadeia produtiva, podem aprender e se conscientizar sobre tudo isso dentro de uma cozinha.

Na cozinha, as crianças podem aprender a cozinhar e a valorizar produtos regionais que não precisam viajar milhares de kilometros e produzir toneladas de carbono para serem consumidos. Também é possível conhecer alternativas à carne, cuja produção excessiva também contribui para o efeito estufa. Ver que é possível planejar para evitar desperdícios e, ainda, como no caso do suco de casca de manga, aprender a preparar delícias com partes dos alimentos normalmente descartadas.

O ano agora é 2016. Vinte anos se passaram e as soluções para as quais o suco de casca de manga se propõe continuam super atuais. Será que todas as crianças não deveriam ir para cozinha de suas escolas refletirem suas ações em relação ao meio ambiente?

No livro Lugar de Criança é na Cozinha incluímos algumas receitas com aproveitamento integral de alimentos, confira!