COZINHA NA ESCOLA

Cozinha na Escola: uma receita de sucesso


Eu sempre falo aqui neste blog que cozinhar com as crianças pode contribuir muito para que elas aprendam a gostar de comer bem. Mas levar as crianças para a cozinha pode ser ainda mais interessante. Eu não sou educadora, mas minha experiência em ministrar aulas de culinária me fez ter a certeza de que a cozinha e a comida são oportunidades maravilhosas para muitos aprendizados.

Como eu digo no livro, a partir de um prato típico, feito com ingredientes específicos, é possível conhecer um pouco de um lugar, do clima, da religião e da gente que vive lá. Uma boa receita é um prato cheio para estudar geografia, história e sociologia. Por exemplo, por que em algumas regiões se usa tanta carne de porco nas preparações? E por que será que uma religião retirou essa carne da dieta de seus seguidores?

Quantas reações físicas e químicas não ocorrem dentro de uma panela? Não seria mais interessante estudar várias teorias quando elas são aplicadas a algo que faz parte das nossas vidas no mínimo 3 vezes todos os dias?

Calcular o rendimento de um bolo, dobrar a receita e transformar as quantidades de farinha, açúcar e chocolate quando o ovo não é suficiente, não poderia fazer as crian­ças perceberem que aprender matemática é importante e pode ser muito mais gostoso? Eu acho que sim! E é por isso que algumas escolas já têm incluído atividades de culinária como ferramenta para aumentar o interesse e melhorar o aprendizado dos conteúdos curriculares pelos alunos.

Fora o aprendizado formal, cozinhando é possível por em prática outros ensinamentos, como cooperação, parceria, organização, planejamento, cidadania, respeito ao meio ambiente, entre outros…. mas isso fica para um próximo post!

Se você é educador e ainda não inclui a culinária como ferramenta de seus projetos pedagógicos, será que não vale a pena pensar a respeito? Vai ser no mínimo delicioso!

No livro Lugar de Criança é na Cozinha, incluímos receitas do projeto Viagem Culinária, em que as crianças podem conhecer um pouco de alguns países e suas características históricas, geográficas ou culturais tendo como ponto de partida a preparação culinária.