malu-16

Tudo picadinho

Quando comecei a dar aulas semanais de culinária para um grupo de crianças de 3 a 6 anos percebi que teria um desafio: teria que envolver os pequenos efetivamente no preparo das receitas, caso contrário, depois dos dois primeiros encontros eles não iriam mais aguentar só misturar a massa do bolo.

Como eu queria que eles trabalhassem bastante com frutas e hortaliças, resolvi que iria colocá-los para picar! Para isso, alguns cuidados e adaptações foram importantes. Abaixo eu explico direitinho para vocês:

CUIDADOS

  • Avalie se o número de crianças te permite observá-las o tempo todo. Se você estiver acompanhando muitas “pestinhas”, procure outro adulto para te auxiliar. Caso isso não seja possível, você pode alternar a atividade, disponibilizando a faca para pequenos grupos de crianças cortarem de cada vez.
  • Disponibilize uma tábua pequena de polietileno e coloque um guardanapo de papel molhado entre ela e a mesa para que a tábua fique fixa e não escorregue.
  • Para cada criança, separe uma faca sem ponta como aquelas de passar manteiga. Antes de entregá-las, faça o seguinte combinado: só segurar a faca enquanto corta o alimento, ou seja, não andar com ela na mão e nem levantá-la enquanto conversa. Quando terminar de cortar, sempre voltar a faca sobre a tábua e nunca levá-la à boca (é comum eles quererem sentir o gostinho da fruta e colocarem a faca na boca).
  • Enquanto a criança corta, permaneça aten­to aos combinados de segurança e, caso elas se esqueçam, chame sua atenção e relembre-as dos perigos envolvidos.

ADAPTAÇÕES

  • A maioria dos alimentos que os pequenos forem cortar devem ser pré-fatiados para permitir que eles tenham força e coordenação para conseguir executar esta tarefa. Quanto menor for a idade da criança, menor deve ser a espessura da fruta ou hortaliça.

malu-5malu-2

 

 

 

 

 

 

 

  • O corte a ser ensinado à criança tem algumas técnicas diferentes:

Pressionar a faca em um único movimento: frutas macias, como banana, mamão formosa, kiwi, melancia, pêssego etc, ou legumes bem cozidos, como batata, mandioquinha e beterraba, entre outros, podem ser corta­dos com um movimento simples de apenas pressioná-los com a faca de cima para baixo, como se estivesse cortando manteiga.

tudo picadinho

Fazer uma serrinha: frutas mais firmes, como maçã, pera, ameixa, carambola, uva etc, ou hortaliças, como tomate, pimentão,  pepino, vagem ou cenoura cozidos, etc, exigem um corte similar ao feito por nós adultos quando cor­tamos pão. A criança deve segurar a fatia do alimento previamente cortada por um adulto com uma mão e, com a outra, fazer um mo­vimento de serra, para frente e para trás até cortá-lo.

tudo picadinho rafa

 

Usar tesoura higienizada e sem ponta: ervas, como salsinha, hortelã, manjericão, etc. podem ser bem picadinhas como um tesourinha que as crianças já estão acostumadas a usar

Rasgar com a prórpia mão: as folhas de salada, por exemplo, não precisam de faca e as crianças podem rasgá-las com bastante facilidade.

 

Com estes cuidados e adaptações, até mesmo crianças bem pequenas poderão se envolver e curtir o preparo de receitas deliciosas!